O recrutamento interno é que o processo de identificação e atração de profissionais de uma determinada empresa para uma vaga de trabalho dentro da mesma empresa. Ou seja, em vez de abrir a vaga ao público externo, a empresa opta por anunciar internamente a vaga e permitir apenas a inscrição de funcionários, ao menos prioritariamente, e por um determinado período de tempo.

Em geral as empresas realizam recrutamento interno e caso não consigam fechar a vaga com algum de seus colaboradores, realiza recrutamento externo divulgando a vaga para o mercado.

Benefícios

  • Redução de Turnover: o processo seletivo interno proporciona vantagens para a empresa como aproveitar e valorizar o capital humano, sendo uma excelente opção para reduzir o turnover. O recrutamento interno estimula colaboradores a permanecerem na organização por vislumbrar oportunidades de alcançar cargos e salários mais altos ou mudar de área.
  • Aumento de Motivação e Produtividade: a percepção de valorização de carreira e perspectiva de ascensão estimula motivação e aumenta a produtividade.
  • Fortalecimento da Cultura Organizacional: como o candidato já faz parte do quadro de colaboradores, a cultura vai se fortalecendo através deste fornecimento de colaboradores de uma área para a outra.
  • Diminuição de Custos de Treinamento e Onboarding: de acordo com pesquisa divulgada pelo site Vagas.com, estima-se que uma empresa gaste, em média, mais de US$ 1 mil por ano em treinamento para cada novo funcionário. Em um recrutamento interno, o funcionário já está familiarizado com os processos, metas, visão e “modo de fazer as coisas” da empresa, economizando tempo e dinheiro.
  • Maior Eficácia na Gestão: ao trazer para liderança colaboradores que já estão na empresa há algum tempo, a empresa ganha em eficácia na execução dos processos.

Boas Práticas

Pensando na eficiência do recrutamento interno, é necessário garantir que todos tenham o mesmo acesso às vagas internas. Para tanto é necessário contar com clareza de critérios para aprovação neste processo seletivo, imparcialidade, consistência na avaliação e uma boa divulgação da vaga.

Alguns pontos importantes devem ser levados em consideração na execução do processo seletivo interno:

  • O líder deve estar preparado para ceder colaboradores a outras áreas. Deve haver consciência do líder de que esta é uma prática boa para o negócio, para o colaborador e em alguns momentos ele mesmo será beneficiado com a prática do Recrutamento Interno. Por mais que pareça estranho dizer existem líderes que partem para a retaliação do colaborador que se candidata para trabalhar em outra área. A demonstração de interesse, por parte de um subordinado, em participar do processo de recrutamento interno deve ser entendida pelo seu líder como uma alternativa relevante de evolução de carreira, exercer empatia é fundamental nesta hora.
  • É preciso cuidar da experiência do candidato interno no processo seletivo. Não é porque se trata de um colaborador que o profissional de RH ou o líder podem se dar direito de atrasar para entrevista ou negligenciar a comunicação de prazos e etapas do processo.
  • No caso de reprovação no processo seletivo, há necessidade de feedback bem estruturado e planejado. A reprovação no processo seletivo deve servir como alavanca na carreira do colaborador, e para isso deve-se cuidar do fator emocional e da autoconfiança, além de orientações sobre o que o colaborador deve desenvolver para alcançar seus os objetivos.
  • O líder que está recebendo o colaborador aprovado em recrutamento interno deve ter consciência de que, o profissional promovido, apesar de já ser colaborador, agora se encontra em uma nova área, com outro gestor, outro time, outra rotina de trabalho e outros desafios o que demanda um processo de onboarding estruturado pensando na acolhida, treinamento e suporte a este colaborador. Este gestor deve estar preparado para lidar com queda de performance, apoiando o colaborador e desenvolvendo-o.
  • Sempre colha feedback do colaborador sobre como foi participar do recrutamento interno, para melhorar continuamente processos e desenvolver as pessoas envolvidas.

Nós da Accelere indicamos fortemente a prática do Recrutamento Interno. Esta é uma das principais formas de se viabilizar plano de carreira em sua empresa.  Gostou deste artigo? Nos conte o que achou das nossas orientações e compartilhe seu comentário. Até a próxima!

Open chat