Se você está se perguntando qual a ferramenta 1 e o que é Management 3.0 nosso primeiro conteúdo da série de ferramentas para engajar seu time está disponível aqui no Blog Accelere neste link. Acesse e saiba mais!

Hoje vamos trazer outra ferramenta que tem como objetivo estimular a motivação dos membros da equipe.  Lembrando que se você, líder, também busca maior produtividade, engajamento e felicidade em sua equipe, é importante acompanhar a nossa série de posts detalhando algumas ferramentas do Management 3.0.

As ferramentas são de fácil utilização e a ideia é que após a leitura de cada post você já consiga no próximo dia útil colocar a ferramenta em prática.

Ferramenta 2 – Moving Motivators

Os moving motivators ou 10 motivadores é uma das práticas do Management 3.0. O conceito de utilizar os motivadores intrínsecos em um exercício foi desenvolvido por Jurgen Appelo, e tem como base os trabalhos de Daniel Pink, Steven Reiss e Edward Deci.

Segundo Appelo, os motivadores intrínsecos surgem do desejo inato das pessoas de fazer algo da melhor forma que pode ser feito e de praticar autocontrole e autodireção para cumprir objetivos. A motivação intrínseca de sucesso consiste em atender a esses desejos básicos.

Então, o que é a motivação extrínseca? São as recompensas externas oferecidas às pessoas, como bônus, comissão, prêmios, reconhecimentos ou promoções.

Quais são os 10 Motivadores?

Appelo criou o modelo CHAMPFROG, que é o acrônimo em inglês de todos os 10 motivadores intrínsecos. Vamos ver cada um deles e depois explicar como funciona a dinâmica do exercício dos Moving Motivator, e como isso pode te ajudar a ter um time mais engajado.

CURIOSIDADE

Eu tenho muitas coisas para investigar e pensar.

HONRA

Eu me sinto orgulhoso que meus valores pessoais estão refletidos em como eu trabalho.

ACEITAÇÃO

As pessoas ao meu redor aprovam o que eu faço e quem eu sou.

MAESTRIA

Meu trabalho desafia minha competência mas ainda está dentro das minha habilidades.

PODER

Há espaço suficiente para que eu influencie o que está acontecendo em torno de mim.

LIBERDADE

Eu sou independente dos outros com meu próprio trabalho e responsabilidades.

RELAÇÃO

Eu tenho bons contatos sociais com as pessoas dentro e em torno do meu trabalho.

ORDEM

Existem regras e políticas o suficiente para um ambiente estável.

META

Meu propósito na vida é refletido no trabalho que eu faço.

STATUS

Minha posição é boa e reconhecida pelas outras pessoas com as quais eu trabalho.

Fonte: Management 3.0

Dinâmica do Exercício dos 10 Motivadores

Estamos falando de uma prática que envolve os motivadores intrínsecos e o grande objetivo é conhecer quais são os motivadores prioritários de cada um da sua equipe ou do grupo como um todo.

O primeiro passo para fazer o exercício é imprimir as cartas dos 10 motivadores e entregar um conjunto para cada pessoa da equipe. Você pode encontrar as cartas de cada motivador para download gratuito no link abaixo. Antes de começar a prática, é importante que você leia e reflita o que cada motivador significa para você.

Fazer Download das Cartas

O Jogo Funciona da Seguinte Forma:

1 – Defina quais motivadores são importantes para você

Cada pessoa ordena as cartas com os 10 motivadores, sendo o mais importante valor à direita e o menos importante à esquerda. Isso pode ser feito com as cartas físicas ou mesmo utilizado as cartas de forma virtual colando as imagens numa apresentação compartilhada ou utilizando a ferramenta do Google Jamboard.

2 – Avalie quais impactos possíveis mudanças podem ter em cada valor

Movendo as cartas verticalmente (se o impacto for aumentar aquele valor, a carta sobe, se for diminuir a carta desce) e assim decidir se essa mudança é uma boa escolha para você. Essa é uma excelente ferramenta de apoio para a tomada de decisão.

3 – Reflita e converse com outros membros do time

Converse sobre quais motivadores são os mais importantes para as outras pessoas da equipe e porquê. Essa discussão fornece insights valiosos do que leva seus colegas a realizar algo e esse conhecimento permite criar relacionamentos mais próximos entre o time, criando um ambiente propício para colaboração e transparência.

Saber quais são os motivadores mais importantes para aquele grupo de pessoas também permite ao gestor pensar em ações específicas para engajar e reconhecer.

O jogo dos 10 motivadores em seus primórdios foi desenvolvido para gestores conhecerem melhor as pessoas das suas equipes nas reuniões 1:1. Porém, mais uma vez, essa prática do Management 3.0 é possível ser utilizada de diversas maneiras diferentes.

Existem casos de utilização entre sócios de startups, utilização durante revisões de sprints em empresas que utilizam a metodologia SCRUM e mesmo em relacionamentos pessoais.

Para você, que é líder de equipe ou profissional de RH, seguem algumas dicas para ter ainda mais sucesso ao utilizar essa prática:

1 – Antes de realizar o exercício, faça uma breve explicação sobre cada um dos motivadores e incentive uma troca de ideias para estreitar a compreensão do grupo dos conceitos.

2 – Para o exercício dos 10 motivadores, muitas vezes ter um ouvinte (em silêncio) ajuda a organizar as ideias e assim ordenar os motivadores.

3 – Após fazer o exercício dos 10 motivadores em grupo ou individual, agende uma reunião 1:1 com cada pessoa do time. São nas discussões após o jogo que surgem os maiores insights para de fato compreender o que realmente motiva aquele colaborador.

4 – Para utilizar em times remotos, utilize as mesmas dicas acima. Não se esqueça de verificar se cada uma das pessoas está familiarizada com as ferramentas virtuais que serão utilizadas. No ambiente online as pessoas ficam ainda mais receosas de tomar a palavra, por isso, encoraje todos a participar da conversa, por meio de perguntas direcionadas a cada uma das pessoas, compartilhamento das opiniões ou mesmo explorar cenários de mudanças e impactos nos motivadores.

Converse sobre como vocês podem apoiar uns aos outros para obter mais impactos positivos nos motivadores que mais importam ao time.

A prática dos 10 motivadores cria uma oportunidade de todos os membros de uma equipe a participar de debates importantes para os resultados. Tecnicamente, os líderes não tem como garantir o sentimento de motivação e engajamento das pessoas por um projeto, mas certamente podem ser mais sensíveis às ansiedades, desafios e motivações intrínsecas de cada um do time.

A liderança tem a missão de viabilizar maneiras de criar um melhor ambiente, em que as pessoas se sentem ouvidas e importantes, um ambiente de alta confiança e colaboração, tornando o engajamento uma característica embutida daquela organização.

Fonte: https://management30.com/practice/moving-motivators/

Open chat