Queremos ajudar a você, profissional de RH, a empoderar-se e conquistar o destaque que você merece dentro das organizações. De acordo com o último Estudo Global de Tendências, publicado pela Mercer, uma das maiores consultorias do mundo, cerca de 88% dos executivos responderam que acreditam que sua empresa terá alguma disrupção importante nos próximos três anos.

Esse percentual era de 44%. Para o CEO da Mercer, em um futuro próximo, a boa gestão de pessoas será tão impactante que é desejável que boa parte dos CEOs saia do RH. Ou seja, a quantidade de profissionais da área que migrarão para cargo de CEOs aumentará exponencialmente.

Essa é uma evidência clara da oportunidade que os profissionais de RH possuem hoje de se destacar. Quanto mais a tecnologia evolui, mais a inovação se torna relevante e mais a gestão de pessoas protagoniza.

Queremos compartilhar algumas dicas para que você ganhe representatividade como RH dentro da sua empresa e perante o mercado de trabalho.

5 Dicas Para se Destacar como RH dentro da sua Empresa

1 – Entenda como você pode gerar valor para o negócio

Ser um RH estratégico é conseguir transformar os recursos e métodos da área de gestão de pessoas em alavanca para os resultados do negócio. Mas como fazer isso?

Exemplo: Entenda para onde sua empresa está indo, quais as competências que ela precisa para chegar lá. Essas competências devem ser desenvolvidas, portanto as mensure em avaliação de desempenho e crie trilhas de desenvolvimento.

Outro exemplo: qual área ou produto mais gera valor a sua empresa? Se torne parceiro deste gestor, apoiando ativamente a operação dele. Geralmente a área mais relevante do negócio está ligada a novas receitas, portanto áreas de vendas e inovação tendem a ser prioridade.

Mais um exemplo: o RH deve ter suas próprias estratégias. As estratégias do RH devem estar ligadas diretamente aos planos da alta administração do negócio. Se a empresa tem planos de crescimento, como o RH pode ajudar? Quais pessoas-chave o RH deve procurar no mercado para este crescimento? Quais recursos de gestão de desempenho e recompensa podem ser criados para estimular o crescimento? Quais iniciativas de treinamento e desenvolvimento são necessárias? É relevante criar uma campanha de endomarketing para gerar engajamento em alguns projetos específicos ligados ao crescimento?

2 – Faça Gestão por Resultados – Tome decisões em cima de dados e fatos!

O RH precisa ajudar o negócio a tomar decisões em cima de dados e fatos. Para isso o RH deve ter métricas de performance. Turnover e absenteísmo são métricas relevantes, mas é preciso ir além, é preciso cruzar dados para que as análises sejam mais profundas e, portanto, gerem soluções relevantes.

Exemplo 1: experimente cruzar, por departamento os dados de turnover, fatos recorrentes em entrevista de desligamento, resultados da área (indicadores de performance) e relatórios de pesquisa de clima. Será possível observar padrões e compreender onde está causa e efeito. A partir de análises mais profundas será possível criar soluções mais impactantes.

Exemplo 2: O RH deve mensurar o quanto suas iniciativas estão sendo efetivas. Exemplo simples: em ações de endomarketing, quantas pessoas estão abrindo os e-mails que você envia? Quantas pessoas comparecem aos eventos? Quanto as pessoas estão absorvendo de informação nas reuniões que disseminam informações relevantes do negócio?

O RH é protagonista no processo de comunicação institucional, por isso é importantíssimo medir o quanto as pessoas estão aderentes às ações de comunicação interna e endomarketing. Faça o mesmo com as outras inciativas da área de gestão de pessoas.

3 – Traga automação barata – Conheça as HRTechs (startups de soluções para RH)

A maior parte das equipes de Rh é bastante enxuta, o que causa sobrecarga e prejudica a performance da área. Aposto que uma das soluções está em trazer automação barata para o negócio. Como? Trazendo soluções tecnológicas criadas por startups, as famosas HRTechs.

Estimamos que seja possível diminuir mais de 80% do tempo investido em avaliação de desempenho, pesquisa de clima e endomarketing usando apenas 1 software que contem todas estas soluções e pagando entre R$ 30 e R$ 8 por pessoa por mês, sem custo de implantação. E essa é só 1 das soluções que existem no mercado.

O custo X benefício é muito bom! Vale a pena conhecer.

4 –  Traga os gestores para criar junto com você as soluções

Já passou a época em que o RH tinha que ter todas as respostas acerca de gestão de pessoas. Estamos na era da criação colaborativa. Traga os líderes para criar com você, empoderando-os a encontrar soluções que resolvam os problemas deles. Você ganhará em qualidade de soluções e comprometimento do líder na implementação e execução.

Dica de ouro: estude Design Thinking para que você consiga resultados ainda melhores nesta prática da construção de soluções de forma colaborativa.

5 – Busque consistência técnica

É comum receber clientes queixando-se de frustrações após várias tentativas de estruturar um RH. A situação é sempre a mesma: várias pessoas já passaram pela área, muita iniciativa e pouca acabativa.

Por outro lado, observando os profissionais de RH, percebemos que eles chegam em uma nova empresa e querem aplicar exatamente os conceitos, métodos e ferramentas que ele executava nas empresas anteriores. Cada negócio e cultura requer uma abordagem diferente. Quero te convidar a buscar consistência o bastante para construir os subsistemas e iniciativas de RH de forma alinhada as melhores práticas do mercado e customizada de acordo com as necessidades da empresa.

Te convido a sair do empirismo, do “replicar a fórmula aprendida em outras empresas e com outras pessoas”. Nós da Accelere somos especialistas em Gestão COM Pessoas, já levamos várias empresas ao ranking “Melhores Empresas para se Trabalhar”, e certamente podemos te ajudar. Queremos ver cada vez mais RHs se tornando diretores e CEOs, para isso, conte com a gente!

Open chat